domingo, 22 de janeiro de 2017

Toscana – o melhor da Itália

Do nosso roteiro de 17 dias na Itália, com certeza a Toscana merece um post exclusivo 


Dentro do roteiro que a gente fez na Itália, a região da Toscana foi a que mais nos encantou. Como amantes da natureza, de passeios cênicos, regiões rurais e pontos não-turísticos, a Toscana conseguiu englobar todas as nossas paixões e adicionar ainda um pouco mais de novidades!


Sabendo das maravilhas da região, optamos por montar uma base mais central, em Val di Pesa e alugamos uma moto para poder explorar cada cantinho que as ruelas tinham escondidos (sim, precisa de habilitação brasileira para motos). E foi uma ótima decisão.
Vista do restaurante da hospedagem agroturística La Ginestra
Alugamos a moto em Florença e seguimos direto para o hotel-fazenda – deixamos para conhecer Florença apenas na volta. Nesse percurso fomos surpreendidos por um lindo vilarejo medieval no meio do caminho: Montefioralle. Todo construído em pedras, tem um pequeno e aconchegante café e certamente vale a visita - online existem mais registros históricos sobre o lugarejo, vale a pesquisa.
Eu fazendo amizade com a mascote do La Ginestra
Ficamos hospedados numa das várias acomodações “agroturísticas” – são hotéis-fazendas rurais, de cultivo de diversos produtos como uvas, mel, trigo, onde oferecem hospedagem com deliciosos cafés da manhã, degustação de vinhos e a chance de conhecer de perto cada forma de produção. A que a gente escolheu foi a Bio-Agriturismo La Ginestra onde fomos muitíssimo bem-recebidos pela Chiara, fizemos um tour guiado por toda a propriedade gentilmente detalhada pelo Mateo e participamos de uma deliciosa degustação de vinhos comandada pelo chef Lorenzo que contou ainda com um plus – Lorenzo é filho do casal que fundou a propriedade nos anos 70 e a mãe dele, Claudia, esteve na degustação e nos contou com detalhes como tudo começou – um fim de tarde incrível!
Vista de San Gimignano


Outro destaque de Val di Pesa foi o Ristorante La Fattoria - o melhor de toda a viagem e pertinho do nosso hotel-fazenda. Comida deliciosa, apresentação caprichosa e lugar um charme!
Siena
O grande barato da Toscana, e da maioria das cidades italianas, é que de tão ricas vale mesmo é escolher um ponto turístico principal, calçar um sapato confortável e caminhar e se perder. Isso vale especialmente para Siena, com suas ruas estreitas que descortinam grandes praças e revelam espaços históricos incríveis. Minha sugestão aqui é a Piazza del Campo. Linda e côncava, como se fosse um grande prato... a vista é linda! 
San Gimignano
Torres, muralhas, igrejas medievais... Chega uma hora que parece meio redundante, mas eu manteria, sem dúvida, San Gimignano no roteiro. A vista do alto das torres é incrível! Tem que ir.
Florença
Finalizamos a região voltando à Florença para devolver a moto e fazer o bairro a pé. Ficamos no hotel Bologna, que não é nada demais, mas tem uma localização muito boa para passear à pé.
Na internet você vai encontrar muuuitos posts muito bons, cheios de detalhes, já que Florença é das cidades mais visitadas da Itália. No nosso roteiro, passamos dois dias por lá e deu para aproveitar muito bem! A Galeri Uffizi tem que ir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Zen e Caos- Viagem pela Tailândia

Postagens populares