quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Wakeboard em Ibiuna- Campeonato Secreto





A anos, e muitos anos sou praticante de wakeboard na represa de Ibiuna no interior de São Paulo, a represa leva o nome de Itupararanga, mas acho que dá para contar nos dedos quem conhece ela pelo nome de batismo. 
Finalmente por iniciativa local rolou o primeiro campeonato na represa. 
O campeonato teve várias características únicas, como unir várias modalidade aquáticas como o Wakeboard, Wakesurf e o Slalon; além disso foi o primeiro campeonato brasileiro itinerante na modalidade, ao invés de um ponto fixo os participantes se reuniam em uma escuna, que ancorava no melhor local para a modalidade dependendo do vento, lembrando que quanto menos vento melhor para a prática das atividades; e por último foi um campeonato secreto, muito low profile, nem mesmo as mídias específicas do esporte, como a WakeBrasil, divulgaram o campeonato, a divulgação foi só no boca-a-boca, e só o pessoal local ficou sabendo. Completamente diferente dos circuitos tradicionais como o paulista e o brasileiro. 

A iniciativa nota 10 reuniu os praticantes da represa, e foi recorde de público, ainda mais considerando as condições de "campeonato secreto". 
O destaque no Wakesurf foi para as meninas, que deixaram no chinelo todos os marmanjos.



A galera do "Botinho", a.k.a nóis, representou, a Annete garantiu o terceiro lugar na Feminino, apesar das adversidades, a Mariana Nep Osmak parceira dos nossos roles convidada especial, mostrou que as meninas também quebram e ficou em segundo na Avançado, competindo contra os meninos. E eu, garanti o último lugar na categoria Profissional, mesmo andado bem, é últimamente tenho andado mais trabalhando e escrevendo nesse blog do que andando de wake. 
Annete se preparando para entrar na água.

Mari Osmak, tantrum,  botando medo nos meninos da avançado.


A mulecada nova que foi especialmente convidada para concorrer ao prêmio em dinheiro na categoria profissional, mostrou que a nova geração do wake brasileiro está bem encaminhada, quebrando tudo na água, os dinossauros do wake nacional também mostraram que idade é experiência e Marito e Marreco garantiram seus lugares no pódio.


Marito, muita experiência





Galera assistindo o campeonato



Henrique- Ganso, nova geração 16 anos e estilera!

Campeonato itinerante 

Gustavo Alemão

Henrique Ganso



Marreco e sua manobra assinatura- S-Bend.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Zen e Caos- Viagem pela Tailândia

Postagens populares