sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Companhias Aéreas Low Costs para vôos dentro dos Estados Unidos- Nossa experiência voando Jet Blue


Depois da nossa chegada aos Estados Unidos via Miami, faríamos nossa esperada viagem a São Francisco na Califórnia voando nesse trecho por alguma companhia aérea local. 
Fui procurar na internet as companhias Low Costs, ou seja aquelas que não oferecem muita coisa, só passagens baratas.

Como inicialmente não achei muitas informações pedi ajuda no fórum do falando de viagem, apesar de não conseguir a melhor resposta fui encaminhado para esse tópico aqui. 
E o que descobri era que apesar de haver algumas companhias de baixo custo voando dentro dos Estados Unidos, teria que avaliar bem pois o barato podia acabar saindo caro.
Falo isso porque o que eu descobri, foi que todas as companhias aéreas nos Estados Unidos cobram franquia de bagagem, ou seja para despachar qualquer bagagem você tem que pagar. Todas menos a JetBlue e a Southwest 
A JetBlue permite despachar 1 mala sem custos e a Southwest 2.
Então para nós viajando com bastante bagagem acabaria não valendo a pena pegar um vôo que não tivesse incluso a bagagem despachada. 

E com base nisso decidimos nossa companhia aérea a JetBlue.
Para comparativos de preço usei sites buscadores de passagem como o www.cheapflights.com , www.cheapair.com ou mesmo o www.expedia.com.br, apesar de sempre procurar os preços nesse tipo de site, prefiro, por precaução, comprar direto no site da companhia aérea. E foi o que fiz, comprei meu ticket direto na jetblue.com. 
Outra coisa que descobri, foi que pode ser um bom negócio pra quem saí de Miami em viagens domésticas, optar pelo aeroporto de Ft. Lauderdale. Além de ter outras opções de vôos é mais fácil e melhor de transitar, do que o gigantesco aeroporto de Miami.
E além disso tem um trem que liga as duas cidades facilitando e barateando o transporte entre elas. Então pode valer a pena sair por lá.
Como a JetBlue só voava para São Francisco via Ft. Lauderdale foi de lá que partimos, e fizemos um bom negócio.

Mesmo despachando uma mala, ainda tínhamos peso extra. E como as roupas de verão, e algumas comprinhas não tinham necessidade de viajar com a gente, buscamos um guarda volume no próprio aeroporto, e por 6 dólares  o dia deixamos nosso peso extra muito bem guardado no Bags to Go. Além do atendimento nota 10 não carregar peso extra a toa valeu muito a pena.

Voando de JetBlue

Para São Francisco pegamos um vôo direto de 6 longas horas.
E para quem estranha ganhar uma barrinha de cereal no vôo te digo que nunca tinha vivido um serviço de bordo tão estranho.
Já tinha voado em companhias que não tem serviço de bordo, ou que você tem que pagar por qualquer produto que consumir, mas dessa vez foi diferente.
O famoso carrinho de corredor foi aposentado, e inicialmente os comissários passavam perguntando o que você queria. Tiravam os pedidos em um papelzinho amassado.
Sendo que você poderia querer o “complimentary”  que é o de grátis, ou opções do menu pago.
Depois dependendo do que você pedisse as aeromoças vinham com o seu pedido. O mais estranho para mim foi quando a aeromoça sacou minha água do bolso do avental que ela estava usando e me serviu. Bem diferente dos tradicionais carrinhos com várias opções e baldes de gelo.
A opção mais impressionante no cardápio free, foi a batatinha – chips, quando eu abri o saquinho me impressionei a batata era azul. E na embalagem dizia que não tinha corantes, tudo bem que a companhia leva o azul no nome, mas até batata azul? Essa foi nova.



Apesar dessas esquisitices fomos bem atendidos, e não tivemos atrasos no vôo ou mesmo na hora de pegar as bagagens. JetBlue. Aprovada!! 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Zen e Caos- Viagem pela Tailândia

Postagens populares