sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Como ir de Miami para Orlando de carro.



Traçamos nosso roteiro de viagem nos Estados Unidos, e ele particularmente começava depois da aterrisagem em Miami. 
Nosso roteiro nos Estados Unidos foi organizado assim:
3 primeiros dias; Flórida Keys, Key Largo.
3 dias em Miami, depois partíamos de carro Miami - Orlando. 
4 dias em Orlando; Orlando-Miami de carro.
Ft. Lauderdale- San Francisco; de avião pela compania Jet Blue.
4 dias em San Francisco.
San Francisco- Ft. Lauderdale-Miami. 
Miami-São Paulo.


Optamos por fazer o trajeto Miami-Orlando de carro, mesmo com as extensas 4 horas de viagem. Antes de irmos já havia lido alguns comentários sobre a estrada e ninguém falava muito mal, estrada boa.
É, realmente todo o trajeto de 240 milhas ou 386 kilometros na Florida Turnipike, é um tapete, reto e plano.
Eu adoro viajar de carro, dirigir, e não nego uma oportunidade como essa para desbravar novas estradas, mas dessa vez eu não amei.
Diria assim: a estrada é monotona!
Nenhuma paisagem alucinante, nada legal pra ver, pouquíssimas curvas, uma viagem que pelo menos para o motorista, é um tanto cansativa.
Agora vamos a parte prática.

Pedágios 
A estrada é pedagiada, e há a possibilidade de usar o SunPass, que é uma espécie de Sem Parar, Passe Fácil do Brasil. O sistema usa muitas vezes pistas exclusivas, e as faixas exclusivas não aceitam dinheiro, então é bom ficar ligado. É possível contratar o serviço nas agências locadoras de carro, e o interessante é que não precisa de nenhum aparelho, o sistema funciona direto pela placa do carro.
O pedágio funciona no esquema de km rodado, no começo da rodovia você recebe um ticket e ao sair da rodovia você entrega o ticket, e paga de acordo com o trajeto feito.
Um sistema bem interessante, o valor final do trajeto que fizemos foi U$15,40.
Outro sistema de pedágio, que tem bastante nos trechos de cidade, é um sistema que só aceita moedas, não tem ninguém para pegar o dinheiro ou dar troco, você tem que ter o troco exato, e em moeda. É bom separar umas moedinhas para essa situação. Não sei exatamente como funciona mas também não há catracas, se você não tiver você simplesmente pode passar direto. O que aconteceu com a gente, faltaram 0,50 cents e continuamos viagem, não tinha outra opção.
Não sei como funcionam as punições mas é bom não arriscar, só em último caso mesmo.
Tem diversos postos de serviços ao longo da estrada, e diferente do que estamos acostumados no Brasil o acesso é pela pista da esquerda, com localização central os postos servem quem está indo em ambas direções.


Postos de Serviços
Gasolina, comida junkie americana, tem de tudo um pouco. E para planejar as paradas no próprio ticket da estrada, do pedágio, tem em qual milha da estrada tem as "Services Stations". Ótima idéia para planejar a hora do xixi, ou da fome.
No mais, é isso, uma ótima estrada, com pedágio, bons postos de serviço, mas um pouco cansativa pelo tempo e falta de dinâmica.
Se a dúvida é se vale a pena fazer a noite, eu aconselho, você não vai perder nada, visualmente, e irá ganhar em tempo para aproveitar outras coisas.
Boa Viagem!

Esse é um pequeno vídeozinho, pra ter uma idéia da estrada:

Orlando Miami from Pedro Savério Penna on Vimeo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Zen e Caos- Viagem pela Tailândia

Postagens populares

Colaboradores