terça-feira, 15 de maio de 2012

Mercado Central- Belo Horizonte.






Minas Gerais, quem te conhece não te esquece jamais...
Por mais clichê que possa parecer é assim o Mercado Central de Belo Horizonte, inesquecível.
Cheguei com fome e no meio de corredores que tinham de tudo fui em busca do meu almoço. Encontrei o Casa Cheia, restaurante localizado no mezanino do Mercado, oferecia um pouco de todos os melhores quitutes mineiros. 


A minha escolha foi pelo Mexidoido, doido mesmo, uma misturanga de prato de guarda.


Mexidoido






Um mix delicioso de carnes, legumes e um arroz especialmente temperado. E sua cereja no bolo: um ovo de codorna frito por cima de tudo.
Aprovadíssimo!


Depois descobri que é um prato famoso da casa, e que já concorreu algumas vezes como a melhor comida de buteco de BH.


Alimentado, parti para as entranhas do mercado.
Impressionante como um só lugar pode ter de tudo, tudo mesmo.
No mezanino, artesanatos em palha, balaios, panelas e coisas para casa. Até ai era esperado em um mercado como esse. Descendo do mezanino, entrei em um dos corredores, e me perdendo por dentro do mercado, quando percebi estava em uma sessão de artigos para academia, proteínas, carbos e todos aqueles potes grandes com embalagem chamativas que eu não sei muito bem pra que servem. A sessão de "bomba" pra academia até que era grande, entre uma barraquinha e outra, algumas barraquinhas de sementes e chás. Andando até o final desse corredor me impressionei. 
Galinhas, patos, codornas, cachorros, gatos a até peixes. 
Todos amontoados em gaiolas em suas lojinhas.








Esse deu vontade de levar pra casa.







Nos corredores mais centrais do mercado as iguarias mineiras: queijo, doce de leite e cachaça.


É, acho que poderia chamar o mercado central de "Mercadoido", uma verdadeira miscelânea da melhor qualidade.
Uma boa pedida a quem visita Belo Horizonte.




Dicas:


Localização:
Avenida Augusto de Lima 744- Centro.


Funcionamento:
Seg-Sab 7:00 as 18:00
Domingos 7:00 as 13:00


Estacionamento:
Para quem chega de carro, tem um estacionamento na parte superior do mercado. Estacionar não é o problema, o problema é sair. Todo o fluxo do estacionamento converge em apenas uma saída e não sei se foi "sorte" minha, mas demorei pelo menos 20 minutos no transito para conseguir sair.


Site do Mercado aqui.


No mais é só aproveitar o passeio.






















Um comentário:

  1. A população de BH se orgulha de ter um Mercado como esse, mas também se envergonha e se indigna com o descaso do Poder Público que se omite quanto ao absurdo daquele comércio de animais vivos no mesmo espaço em que se comercializa alimentos para humanos. Verdadeira crueldade com aqueles animais, de quase 20 espécies, que agonizam sem sol, espaço, expostos a intenso barulho etc. Desrespeito ao consumidor e ameaça explícita à SAÚDE PÚBLICA.

    ResponderExcluir

Zen e Caos- Viagem pela Tailândia

Postagens populares