sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Cairns Austrália a Grande Barrreira de Corais


Existe uma lenda Maori povo originário da Nova Zelandia, para explicar a existência de mosquitos em certos lugares considerados paradisiacos, nessa lenda os Maoris acreditam que Deus fez lugares tão bonitos mas para alertar os homens que isso não é o paraiso criaram os mosquitos para "estragar" a festa.
Essa lenda me veio a cabeça para descrever a Grande Barreira de Corais, pois esse lugar é tão bonito e paradisíaco porém ao mesmo tempo tem animais muito perigosos.


Cairns e Port Douglas são cidades ao norte da costa leste australiana que servem como os principais portos para a Grande Barreira de Corais. Um complexo enorme em que ilhas, atóis e corais se juntam nessa maravilha da natureza.

Cairns é uma cidade maior, onde fica o aeroporto, Port Douglas fica a uma hora de carro de Cairns e é mais turística.
No entanto a turistica Port Douglas não tem praias muito boas,
 nadar é bem restrito, água turva, e com as famosas visitantes de temporada as águas vivas; mortíferas, matam em segundos ao encostar seus tentáculos, crocodilos de água salgada também passeiam por ali, e tubarões cabeça chata e branco as vezes são vistos na região. É extremamente recomendado que você só nade em lugares determinados pelos salva vidas, esses lugares são cercados com redes que possibilitam uma maior segurança ao banhista. E ai vai encarar?
Porém o grande barato está no mar, pegando um barco com apenas uma hora e meia de viagem tudo muda! Água cristalina, corais e peixes extremamente coloridos e um dos maiores ecossistemas marinhos existentes. Milhares de espécies dividem o mesmo território, e nós humanos aproveitamos para observar esse pedaço de paraíso na Terra.
Como diz a lenda Maori, o que deus colocou para lembrarmos que aquele lugar não é o paraíso foi as águas vivas,principal problema para os mergulhadores. Também conhecida como "Box Jellyfish" ou "Sea Wasp, esse animal é considerado um dos mais mortais da Terra, poucos que tiveram contato com esse animal conseguiram sair vivos. Com uma alta quantidade de toxina nos tentáculos, a sensação relatada por quem conseguiu sair vivo desse encontro é de um extremo choque.

Ok, mas vamos falar das coisas boas. Como espertos os humanos que somos, há uma roupa especial que previne contra o contato das águas vivas, essencial para quem quer entrar na água. Essa roupas que parecem de lycra cobrem todo o corpo e protegem de eventuais contatos. Permitindo assim aproveitar esse lugar. Essa roupas costumam ser bem coloridas e é muito engraçado, todos ao mar mais parecendo teletubies ou smurfs mergulhadores.


Como chegar lá:

-Saindo de Cairns há passeios diretos saindo todos os dias. Apenas em dias de mar muito bravo que as atividades são interrompidas. Há várias opções de passeio com mergulho autônomo ou livre, ou até mesmo com barcos com fundo de vidro para observação aquática. É possível agendar esse passeios em alguns lugares da cidade e na maioria das vezes na própria habitação que você escolher.
-Nos fizemos o passeio por uma empresa chamada Poseidon, o atendimento foi até que bom, e havia um biólogo a bordo dando umas pequenas palestras e ensinando um pouco sobre  o que víamos ali. Eu fiz o mergulho autônomo, apesar de já ter feito o curso de mergulho e saber mergulhar senti falta de um apoio maior no mergulho autônomo, e foi o único ponto negativo dessa empresa, no geral foi tudo bem.
-Há também outras cidade que oferecem saídas para a Grande Barreira de Corais, como Whitsundays, Cooktown ou Mission Bay, no entanto, eu fui por Port Douglas e achei a estrutura do lugar bem legal. Mas esses locais são outras opções para quem quiser explorar.

Onde ficar:

-Há diversas opções de hospedagem em Cairns e Port Douglas. Backpackers(albergues), Hotéis e pousadas, com uma diversa gama de preços.
-Nós ficamos em Port Douglas em um backpacker chamado Dougies, é foi bem tranquilo atendimento, quarto e banheiro compartilhado tudo bom, e há várias opções econômicas,  eu voltaria a me hospedar lá, recomendo.

Esse é um videozinho de nosso mergulho na Grande Barreira de Corais. Com direito até da aparição especial do filho do personagem principal do filme "Tubarão".




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Zen e Caos- Viagem pela Tailândia

Postagens populares