quarta-feira, 27 de maio de 2015

Como chegar na Ilha do Marajó de Balsa



Nossa aventura Marajoara tinha todos os melhores ingredientes: uma turma animada, no melhor espírito “vamo ae!”; uma casa de um local, minha sobrinha a Helena que cedeu gentilmente a casa da avó para nossa pernoite; e os locais para nos ajudarem nessa travessia, minha sogra, cunhado, sobrinha e a Annete a local agora paulista que pilhou todo o povo para essa aventura.


Para chegar na Ilha do Marajó 


terça-feira, 12 de maio de 2015

Belém e Além - A viagem passo a passo no Tumblr

Feriado no Pará, 4 dias para aproveitar muito.


Feriado de Tiradentes 2015, viajar para Belém levando os "amigo tudo" era uma promessa antiga, e eu nem acredito que se realizou em tão grande estilo.
O roteiro foi recheado de loucuras gastronômicas, em uma maratona de muitos locais turísticos, faltou tempo e ficou um gostinho de quero mais. 
Em 4 dias ficamos 2 em Belém e 2 em Soure na Ilha do Marajó. 
Um pouco corrido, sim, mas com o espirito de vamo ai! Da galera sobrou história pra contar e vontade de voltar. 
Relatamos tudo conforme as coisas iam acontecendo no Tumblr. 
Nunca tinha usado o Tumblr, e gostei muito de usar a ferramenta, virou nosso diário de viagem, e toda vez que bate aquela saudade corro lá para relembrar!
Não deixe de ver como foi essa nossa aventura pelo Pará. 



http://belemealem.tumblr.com/



segunda-feira, 6 de abril de 2015

Europa no vídeo

Vídeo da viagem de motorhome pela Europa

Apanhado de algumas imagens da nossa viagem pela Europa. 
De motorhome pela Europa entre nossas andanças fizemos algumas imagens, uma breve recordação dessa nossa trajetória. 


Around Europe from Pedro Savério Penna on Vimeo.

Se quiser saber mais como foi nossa viagem não deixe de ver o link:
http://www.comiperninhadecachorro.com/2014/03/roteiro-de-motorhome-na-europa-15-dias.html

15 dias rodando em uma casa móvel, valeu muito a pena. 

sexta-feira, 6 de março de 2015

Museu do Cais do Sertão em Recife- Uma porta para o Sertão no Recife antigo

Confesso que a minha experiência com Recife era mista, mista de dor e prazer, mista de amor e ódio. 
Pequeno lembro de passear pela cidade em uma viagem em família no melhor estilo CVC. Depois viajei a trabalho e a angustia de um paulista que vê as coisas acontecerem com dificuldade, a beleza escondida atrás do centro, e o medo de uma cidade aclamada violenta, mudava minha percepção, e depois ainda tem os tubarões afugentando-me de um dos meus passatempos prediletos nadar no mar. 
A contraposição acontecia e minha sensação com a cidade não era das melhores. 
Mas dessa vez foi diferente, uma semana de trabalho em Recife, respiro fundo, tudo mudou com a possibilidade da companhia da minha irmã a Paula e da Annete minha "muiê"  me acompanharem, e entre os momentos de trabalho me afundar em outra mistura que Recife sabe fazer como ninguém, beleza, cultura e história. 


Começo a narrativa por um achado:

                                                                       O Museu do Cais do Sertão. 

Zen e Caos- Viagem pela Tailândia

Postagens populares

Colaboradores